Programa de vacinação ocupacional


Nos meses de março e abril, a Base Central Regional do SAMU Bragança realizou a avaliação da carteirinha de vacinação de seus colaboradores e a atualização vacinal dos que necessitavam, além de realizar as orientações e encaminhamentos necessários. Foram administradas um total de 187 doses (iniciais ou complementares) de vacinas contra a Difteria, Tétano, Hepatite B, Febre Amarela e Influenza, seguindo as diretrizes constantes no Programa de Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde para imunoprevenção de trabalhadores da saúde. A vacinação é a considerada a maneira mais eficaz de evitar diversas doenças imunopreveniveis e é um medida que deve ser adotada por todas as instituições.

A saúde ocupacional tem sido alvo de investimento e atenção das autoridades governamentais. Atualmente, é impossível conceber uma empresa que não esteja engajada no Programa Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO) e no Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA). Campanhas educativas visando a melhoria da saúde do trabalhador brasileiro são incentivadas e assuntos como a obesidade, as doenças do coração, a Aids, e a saúde da mulher, entre outros, já fazem parte do cotidiano das grandes empresas.

A vacina é uma das principais aliadas do serviço de saúde ocupacional porque permite, a partir de ações simples e de baixo custo, alcançar seu objetivo: a saúde dos trabalhadores, com diminuição do risco de absenteísmo. Além disso, um programa bem elaborado será percebido pelos funcionários como mais um benefício e, pela empresa, como uma ferramenta que assegura o ritmo de produção, evitando faltas, licenças temporárias por motivos de saúde e as aposentadorias precoces.


Recomendação para vacinação ocupacional para o biênio 2012/2013 pela Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIM):
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...